Erro Médico

Hospital é condenado a indenizar em R$ 200 mil família de homem que morreu 1 hora após alta



Um hospital particular de Santos, no litoral de São Paulo, foi condenado a indenizar uma família por erro médico, que causou a morte de um homem de 41 anos, uma hora após a alta. A indenização foi determinada pela Justiça nesta semana, após a perícia constatar que Rodrigo Nicolau Souza Ribeiro dos Santos estava recebendo metade da dose diária de medicamento recomendada.

Em entrevista ao G1, o advogado da família, Célio Ramos Farias, disse que a internação aconteceu no fim de janeiro de 2019. O paciente deu entrada no dia 29, por conta de um infarto, e ficou até o dia 5 de fevereiro, quando teve alta. "Uma hora e meia depois da alta, ele veio a óbito", explica o defensor.

Após a morte inesperada, o advogado relata que a família solicitou o prontuário médico ao hospital e, na perícia, foi constatado que os medicamentos aplicados no paciente foram em dosagem inferior ao necessário. Como Rodrigo era responsável pelo sustento da família e tinha um filho de apenas 6 meses na época, foi decidido que, além de uma indenização, eles deveriam receber uma pensão mensal.

O hospital deverá pagar uma pensão no valor de um salário mínimo à esposa, até a data em que o marido completaria 65 anos, e ao filho, até seus 24 anos, além do valor da indenização por danos morais, fixado em R$ 100 mil para cada um deles.

Na decisão, o juiz Frederico dos Santos Messias alega que “o perito foi categórico ao concluir que o óbito do paciente guarda estreita relação de causalidade com a má administração do medicamento”. Sobre a situação da viúva e do filho, ainda disse que "o falecido era o provedor da família, o que certamente aumenta o sentimento de insegurança com relação ao futuro e à manutenção da família".

Segundo o Tribunal de Justiça, cabe recurso à decisão. O G1 solicitou um posicionamento ao Hospital São Lucas, mas a instituição não havia se manifestado até a última atualização desta reportagem. Por telefone, a diretoria do hospital alegou que enviará uma nota assim que obtiver mais informações sobre o caso.

Fonte: G1

Hospital é condenado a indenizar em R$ 200 mil família de homem que morreu 1 hora após alta Reviewed by Fernando Mendes on outubro 01, 2020 Rating: 5
Todos os Direitos Reservados - Erro Médico 2021 ©

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Imagens de tema por Ollustrator. Tecnologia do Blogger.