Erro Médico

Médicas e hospital são condenados a indenizar família de estudante morta em procedimento para doar medula

Duas médicas e o Hospital de Base de Rio Preto (SP) foram condenados a pagarem indenização de 100 salários mínimos para a família da estudante de enfermagem Luana Neves Ribeiro que morreu aos 21 anos durante um procedimento de doação de medula realizado no ano de 2011.

O juiz da 6ª Vara Cível de Rio Preto Marcelo Eduardo de Souza também determinou o pagamento de uma pensão referente a um terço do piso salarial que Luana ganharia como enfermeira até completar 65 anos e o custeio do tratamento psicológico para a mãe da vítima. A decisão ainda cabe recurso.

Luana doaria medula para uma criança portadora de leucemia e moradora do Rio de Janeiro. Segundo laudo do Instituto Médico Legal (IML), houve erro médico e a vítima teve a veia jugular perfurada diversas vezes durante a colocação do cateter.

Em 2015, uma das médicas foi condenada a dois anos de prisão por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Contudo, a pena foi substituída pelo pagamento de 30 salários mínimos à família da estudante e mais dois salários mínimos para entidades sociais.

O Hospital de Base informou que ainda não foi notificado da decisão.

Fonte: G1
Médicas e hospital são condenados a indenizar família de estudante morta em procedimento para doar medula Reviewed by Fernando Mendes on agosto 26, 2020 Rating: 5
Todos os Direitos Reservados - Erro Médico 2021 ©

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Imagens de tema por Ollustrator. Tecnologia do Blogger.